EB São Tiago – Projeto Jardim-Horta na Escola

Com o objetivo de alargar os conhecimentos dos alunos acerca do cultivo da terra, ao mesmo tempo que procura incentivar atitudes de cidadania geral e ambiental, a Escola Básica de São Tiago arrancou com o projeto “Jardim-Horta na Escola” para o biénio 2017-2019 que, além disso, proporciona aos alunos a oportunidade de uma aplicação prática de temas lecionados transversalmente nas diversas áreas curriculares.

O projeto “Jardim-Horta na Escola” pretende proporcionar aos alunos um contacto mais estreito com a terra, podendo transformar-se num “verdadeiro laboratório ao ar livre”, que, invariavelmente, inclui o exercício da paciência e da perseverança, em sintonia com a natureza, envolvendo todos os elementos da comunidade escolar, dos alunos aos encarregados de educação.

Ao longo do ano, serão realizadas diversas atividades relacionadas com a plantação, sementeira, cultivo, colheita e transformação dos produtos cultivados e outros, como, por exemplo, a confeção de marmelada e saquetas de chá.

Esta será certamente uma excelente e motivadora forma de aprender a aplicar conteúdos formais, revestidos de muitas aprendizagens globais para os nossos pequenos cidadãos e cidadãs.

Ver projeto aqui: Projeto "Jardim-Horta na Escola" 2017/2018

EB/JI do Castelo – “Nós e os Outros”

“NÓS E OS OUTROS” é o nome do Projeto a realizar na Escola do Castelo, do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva, durante o ano letivo 2017/2018, e que integra todos os alunos – Jardim de Infância e 1.º Ciclo.

Tem como principais objetivos combater o absentismo e o abandono escolar, promover o sucesso escolar e o aumento dos índices de escolarização e sensibilizar os Pais/Encarregados de Educação para a valorização da Escola.

Foi a pensar numa escola inclusiva, organizada para favorecer cada aluno, independentemente de etnia, sexo, idade, deficiência, condição social ou qualquer outra situação e tendo como base o Projeto Educativo do agrupamento onde se pode ler:

“(…) Queremos assumir uma cidadania empenhada, criar uma Instituição prestadora de serviços educativos, (…) implementando soluções adaptadas à comunidade que serve, propondo-se responder às suas necessidades e expetativas, criando oportunidades para todos e assumindo-se como agente de mudança (…). Queremos preparar cidadãos dotados de valores estruturantes da nossa sociedade e das necessárias competências que conduzam ao seu desenvolvimento integral.”

… que os docentes da escola realizaram e puseram em marcha este projeto.

Para o tornar mais enriquecedor, contactámos e conseguimos vários parceiros que abraçaram connosco estes objetivos comuns:

·        Segurança Social

·        Câmara Municipal de Castelo Branco

·        Cáritas

·        PSP – Escola Segura

·        Associação Amato Lusitano

Contamos ainda com parceiros pontuais de apoio ao Currículo:

·        Museu Cargaleiro

·        Biblioteca

·        AEC

 

Todos nos vamos reger pelas linhas orientadoras deste Projeto:

·        Comunicação com as famílias;

·        Acompanhamento e orientação escolar dos alunos;

·        Implementação de atividades pedagógicas de âmbito artístico e complementar à formação integral dos alunos.

Esperamos, com este projeto, motivar os alunos, sensibilizar os Pais/Encarregados de Educação e assim diminuir o absentismo, ajudando a formar melhores, mais ativos e mais responsáveis cidadãos, de um país e do mundo.

Das atividades que irão sendo realizadas ao longo do ano com a colaboração dos nossos parceiros, iremos dando notícias para que todos possam acompanhar este percurso.

 

MEDIDA - Gerir e Intervir (SPO e DEE) 2017/18

Medida de Promoção do Sucesso Escolar – “Gerir e Intervir”

 Um bom desenvolvimento afetivo e social contribuirá para formar indivíduos responsáveis, independentes e autodeterminados, fomentando desta forma o respeito pelos outros, a cooperação e a convivência positiva.

Interagir com o outro requer, da parte dos nossos jovens, algumas capacidades complexas, tais como o planeamento de objetivos, o processamento de informação social, a conjugação de respostas e consequências adequadas às diferentes situações sociais.

O Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva está inserido num contexto com uma vasta diversidade cultural e social, tendo também um grupo significativo de alunos com Necessidades Educativas Especiais (NEE) e muitas crianças em risco de exclusão social.

O Projeto “Gerir e Intervir”, cuja implementação teve início no ano letivo anterior, terá continuidade no presente ano.

A implementação deste Projeto continuará a cargo da psicóloga Cidália Ribeiro (SPO) e da Professora Basilina Oliveira (Departamento de Educação Especial) e visa promover processos facilitadores da comunicação e interação positiva entre pares, estimulando o desenvolvimento cognitivo e emocional, para melhoria das competências sociais, atitudes e estabilidade, essenciais à autonomia dos alunos e à sua inclusão social ao longo da vida.

Os objetivos fundamentais serão assentes na criação de mecanismos que permitam aos alunos envolvidos prevenir eventuais situações de indisciplina e de disrupção decorrentes das relações que estabelecem e, ainda, promover relações positivas entre os mesmos, em contexto escolar.

O Projeto irá abranger duas turmas (5.º e 6.º anos de escolaridade) através do desenvolvimento de dez sessões em horário escolar útil, com início no mês de janeiro.

 

                                                                                         As responsáveis pelo Projeto,

Basilina Oliveira e Cidália Ribeiro

Programa Parlamento dos Jovens

Programa Parlamento dos Jovens 2017-2018

Os alunos do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva vão participar no Programa Parlamento dos Jovens referente ao ano letivo 2017/2018. Como é apanágio da nossa Escola, vamos iniciar um novo ano com a mesma entrega e dedicação para podermos estar nas diversas fases do programa.

O tema desta nova edição do Parlamento dos Jovens é “Igualdade de Género”.

Mais informação: http://www.jovens.parlamento.pt/

 

 

 

Projeto + Sucesso Escolar/Aprender Mais

 Organização do Projeto

A Equipa Pedagógica, que integra os docentes de Português das turmas envolvidas, organiza diferentes grupos de alunos agregados por características relativamente semelhantes (grupos de homogeneidade relativa); é, ainda, responsável pelo processo de monitorização e de avaliação permanente que determina a reorganização dos grupos.

A Turma Mais é uma turma sem alunos fixos, de frequência temporária, que agrega elementos com algumas características comuns, constituída por um máximo de 12-14 alunos, provenientes ou não da mesma turma de origem.

Esta turma é lecionada por um professor que trabalha em articulação com os docentes titulares das turmas de origem.

Todos os alunos circulam pela Turma Mais, ao longo do ano letivo, de acordo com o seu nível de conhecimentos e numa sequência previamente estabelecida. Cada grupo de alunos frequenta a Turma Mais durante cerca de 5/6 semanas, durante as quais serão desenvolvidos os mesmos conteúdos programáticos trabalhados nas turmas de origem.

Todos os alunos devem trabalhar os conteúdos da disciplina de Português definidos para o 5.º ano. Contudo, deverá haver diferenciação de estratégias, beneficiando as aprendizagens dos alunos com fraco rendimento escolar e/ou estimulando as aprendizagens de alunos com maior nível de proficiência, promovendo a excelência.

A avaliação dos alunos será o resultado das prestações de cada um nas suas turmas de origem e no interior da Turma Mais.

Calendarização dos grupos de homogeneidade relativa que integram a Turma Mais, no ano letivo de 2017/2018

 

OBS. Número de alunos variável em função da constituição dos grupos (máximo 12-14 alunos)

 

Castelo Branco, setembro de 2017

Os professores de Português do 2.º ciclo

Dados adicionais