Visita ao Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA)

Nos dias 16 e 17 de janeiro, no âmbito da disciplina de Geografia, realizou-se uma visita de estudo ao Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), localizado nos extremos da cidade albicastrense, tendo a mesma sido dirigida às seis turmas de 7.º ano da Escola Básica Afonso de Paiva.

O IPMA é o instituto português que tem por função recolher dados relativos ao estado do tempo e do clima, assegurando, desta forma, a vigilância geofísica e meteorológica do território nacional. As informações registadas revestem-se de grande importância em diversos setores, tais como a defesa nacional, entre outros.

A visita de estudo teve como principais finalidades a introdução ao tema “Meio Natural” e o conhecimento da existência deste tipo de instituto, bem como as suas funções e a forma como este consegue obter informações. Assim, os alunos puderam contar com uma visita guiada pelos técnicos do instituto, durante a qual tiveram a oportunidade de observar instrumentos de apoio ao registo e tratamento de dados meteorológicos, contactar com tecnologias de previsão meteorológica, perceber a recolha de dados meteorológicos através da estação meteorológica tradicional e automática e conhecer a representação dos fenómenos atmosféricos.

A acompanhar os alunos, nos três turnos que foram feitos para a visita, estiveram presentes cinco professoras: Cristina Salavessa, Júlia Valente, Maria das Dores Antunes, Sílvia Costa e Sónia Ribeiro. Professoras e alunos agradecem o excelente acolhimento do IPMA e o importante contributo para aprendizagens essenciais na disciplina de Geografia.

-----

Mais fotografias em (publicação de 01/02/2018): Facebook Afonso de Paiva

 

EB Afonso de Paiva promove debate com deputado Álvaro Batista

No âmbito do Programa Parlamento dos Jovens, realizou-se, no passado dia 22 de janeiro, pelas 14h30, no auditório da Escola Básica Afonso de Paiva, um debate sobre o tema “Igualdade de Género”, para o qual a escola teve a honra de receber o deputado Álvaro Batista.

Com a presença do deputado Álvaro Batista, do Partido Social Democrata, e uma plateia, como em anos anteriores, repleta de alunos com desejo de perceber o funcionamento da Assembleia da República e perceber a função de um deputado, o debate foi, pela primeira vez, moderado pelo presidente da comissão de estudantes desta escola. Com uma visível capacidade de diálogo e interação com os alunos, percebeu-se desde cedo que o deputado Álvaro Baptista elevou com qualidade toda a sessão, assim como o esclarecimento das muitas perguntas feitas pelos alunos.

Durante hora e meia, todos os participantes neste debate aclararam a importância do tema em questão e, mais do que isso, fizeram perceber que nesta escola existem alunos com capacidades para um dia, quem sabe, serem deputados e defenderem a nossa região com determinação.

Renovamos o nosso agradecimento ao deputado Álvaro Batista por esta importante sessão para a formação cívica dos alunos.

 

João Alexandre

         -----

         Mais fotografias em (publicação de 31/01/2018): Facebook Afonso de Paiva

Vídeo | CERAS na Escola do Castelo

[Clique na imagem]

Escola do Castelo age na proteção dos animais com o CERAS

“Devemos proteger os animais.” – Esta é uma frase que todos ouvimos, todos dizemos, mas, se calhar, nunca fizemos nada. Umas vezes porque nos esquecemos, outras porque não ligamos e outras ainda porque não sabemos o que podemos fazer para que isso aconteça.

                Muitas vezes questionamos: - Porque o devemos fazer?

                                                                        - Como fazê-lo?

                                                                        - Quais as consequências se nada fizermos?

Para responder a todas estas inquietações e dúvidas, no dia 19 de janeiro, tivemos, na nossa escola, as Drªs. Filipa Lopes e Eulália Alves e o voluntário Sr. Luís de Matos do Centro de Estudos e Recuperação de Animais Selvagens (CERAS).

Interessados, ouvimos todas as explicações que responderam às nossas dúvidas, vimos imagens de animais que estão no Centro, que recebe animais feridos e/ou debilitados, lhes presta apoio veterinário e outros cuidados que visam a sua recuperação e mais tarde a sua devolução ao meio natural.

A recuperação dos animais e a devolução ao seu habitat tem como finalidade contribuir para a conservação da Natureza.

Ficámos também a saber o que devemos fazer se encontrarmos um animal ferido ou que precise de cuidados especiais. No final, observámos várias penas e patas de animais que nos permitiram descobrir que há diferenças entre as dos animais diurnos e noturnos e porquê.

Tão sensibilizados ficámos que a Escola do Castelo decidiu apadrinhar um dos animais do Centro. “Apadrinhar” é contribuir para a sua recuperação, ir tendo notícias da sua evolução e ter o privilégio de o poder libertar quando estiver em condições de continuar a viver em liberdade.

Ainda não o escolhemos (o consenso está difícil), mas daremos novidades quando decidirmos, bem como da sua evolução e libertação.

                Lembrem-se:

                “ Podemos muito bem perguntar-nos: o que seria do homem sem animais? Mas não o contrário: o que seria dos animais sem o homem?” (Christian Hebbel)

-----

Mais fotografias em (publicação de 30/01/2018): Facebook Afonso de Paiva

Filme | "Despacito" - Conservatório e alunos da A. Paiva e S. Tiago

[Clique na imagem]

Dados adicionais