Escola do Castelo age na proteção dos animais com o CERAS

“Devemos proteger os animais.” – Esta é uma frase que todos ouvimos, todos dizemos, mas, se calhar, nunca fizemos nada. Umas vezes porque nos esquecemos, outras porque não ligamos e outras ainda porque não sabemos o que podemos fazer para que isso aconteça.

                Muitas vezes questionamos: - Porque o devemos fazer?

                                                                        - Como fazê-lo?

                                                                        - Quais as consequências se nada fizermos?

Para responder a todas estas inquietações e dúvidas, no dia 19 de janeiro, tivemos, na nossa escola, as Drªs. Filipa Lopes e Eulália Alves e o voluntário Sr. Luís de Matos do Centro de Estudos e Recuperação de Animais Selvagens (CERAS).

Interessados, ouvimos todas as explicações que responderam às nossas dúvidas, vimos imagens de animais que estão no Centro, que recebe animais feridos e/ou debilitados, lhes presta apoio veterinário e outros cuidados que visam a sua recuperação e mais tarde a sua devolução ao meio natural.

A recuperação dos animais e a devolução ao seu habitat tem como finalidade contribuir para a conservação da Natureza.

Ficámos também a saber o que devemos fazer se encontrarmos um animal ferido ou que precise de cuidados especiais. No final, observámos várias penas e patas de animais que nos permitiram descobrir que há diferenças entre as dos animais diurnos e noturnos e porquê.

Tão sensibilizados ficámos que a Escola do Castelo decidiu apadrinhar um dos animais do Centro. “Apadrinhar” é contribuir para a sua recuperação, ir tendo notícias da sua evolução e ter o privilégio de o poder libertar quando estiver em condições de continuar a viver em liberdade.

Ainda não o escolhemos (o consenso está difícil), mas daremos novidades quando decidirmos, bem como da sua evolução e libertação.

                Lembrem-se:

                “ Podemos muito bem perguntar-nos: o que seria do homem sem animais? Mas não o contrário: o que seria dos animais sem o homem?” (Christian Hebbel)

-----

Mais fotografias em (publicação de 30/01/2018): Facebook Afonso de Paiva

Filme | "Despacito" - Conservatório e alunos da A. Paiva e S. Tiago

[Clique na imagem]

Vídeo | Atividades de janeiro 2018 (1.ª parte)

[Clique na imagem]

Filme | Janeiras - Santa Casa da Misericórdia de Castelo Branco

[Clique na imagem]

Santa Casa canta as Janeiras na EB Afonso de Paiva

A alegrar a tarde do passado dia 22 de janeiro, a Santa Casa da Misericórdia de Castelo Branco veio cantar-nos as Janeiras.

O grupo, composto por membros da Mesa Administrativa, utentes idosos e crianças, e também colaboradores da Instituição, cantou a uma só voz, acompanhado pelo som gaiato e vibrante do acordeão. O momento musical encheu de ternura e alegria os espetadores, não só pela afinação e beleza das melodias, mas também por reunir várias gerações de cantantes num só grupo.

Agradecemos a visita da Santa Casa, tão bem representada por este grupo especial, e estendemos os agradecimentos ao Sr. Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Castelo Branco, Coronel José Augusto Alves, que acompanhou este simpático grupo que desejamos voltar a encontrar na nossa casa, que é, também, de todos.

-----

Fotografias em (publicação de 27/01/2018): Facebook Afonso de Paiva

 

Dados adicionais