E a Terra Tremeu…

O tremor de terra virtual que se registou no passado dia 13 de outubro, às 10 horas e 13 minutos, envolveu os alunos do primeiro ciclo num exercício de atuação, em caso de sismo, à escala nacional.

A convite do Comando Distrital de Operações de Socorro de Castelo Branco da Autoridade Nacional de Proteção Civil, o Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva aderiu à dinamização da iniciativa “A Terra Treme”, enquadrada nos objetivos da Declaração de Sendai e das medidas enunciadas para a Redução do Risco de Desastre 2015-2030. Desta forma, “A Terra Treme” foi um exercício de sensibilização para o risco sísmico, com a duração de um minuto, que se realizou no Dia Internacional para a Redução de Catástrofes instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), com as turmas do primeiro ciclo do ensino básico.

O exercício tinha como objetivo a realização de três gestos básicos a ter durante um sismo. Para tal, e sem alterar rotinas, ao soar do alarme, os alunos deveriam: BAIXAR – “Baixe-se sobre os joelhos, esta posição evita que possa cair durante o sismo, mas permite mover-se”; PROTEGER – “Proteja a cabeça e o pescoço com os braços e as mãos e procure abrigar-se, coloque-se se possível sob uma mesa resistente, e segure-se à mesa firmemente”; e AGUARDAR – “Aguarde até a terra parar de tremer”.

Os nossos alunos e alunas, previamente instruídos pelos seus professores e professoras, foram exímios no cumprimento dos objetivos e, em menos de um minuto, todos tinham realizado os três gestos básicos e encontravam-se, devidamente protegidos, debaixo das suas mesas. É ainda de salientar o absoluto silêncio em que o exercício decorreu, demostrando a total ausência de pânico, essencial numa situação real.

Estão todos de parabéns, foram exemplares!

-----

Mais fotografias em (publicação de 27/10/2017): Facebook Afonso de Paiva

“Porque nós somos eco-responsáveis…”

Fruto de todo um trabalho desenvolvido no ano letivo de 2016/17, e na continuação de todo um esforço desenvolvido em anos anteriores no nosso Agrupamento, fomos agraciados, no dia 30 de setembro, com o Galardão Eco-Escolas, a tão cobiçada Bandeira Verde. Uma pequena comissão de seis alunos e dois professores deslocou-se a Mafra para receber a dita bandeira.

No dia 19 de outubro, logo pela manhã, foi então feita, pela referida comissão, a entrega simbólica da Bandeira ao Sr. Diretor do Agrupamento. De imediato, procedeu-se ao seu hasteamento no espaço exterior da escola-sede, onde permanecerá até ao próximo ano letivo, altura em que, assim esperamos, será substituída por uma nova.

A Bandeira Verde Eco-Escolas, mais do que um ícone e um motivo de orgulho para toda a comunidade educativa, representa simbolicamente o esforço desenvolvido pelos seus elementos no sentido de melhorar as condições em que todos vivemos e trabalhamos e, desta forma, contribuir para um Ambiente mais são e equilibrado. O Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva não esquece que a saúde de cada um de nós depende, em última análise, da saúde do nosso país e do nosso planeta. Face à grande catástrofe ecológica que teve lugar recentemente no nosso país, torna-se cada vez mais urgente reequacionar as nossas ideias e as nossas atitudes em relação ao espaço que nos rodeia e que envolve, não apenas a nossa escola e as nossas casas, mas todo um ecossistema do qual dependemos para nos alimentarmos, vestirmos e respirarmos.

Continuamos a contar com a participação de todos, de forma a continuarmos a receber este Galardão mas, fundamentalmente, de forma a garantir que efetivamente o merecemos e que realmente nos preocupamos.

 

(Fotografias feitas pelo aluno Lourenço Barros, do 7.º 1, a quem agradecemos a disponibilidade.)

-----

Mais fotografias em (publicação de 26/10/2017): Facebook Afonso de Paiva

Biblioteca Escolar - Feira do Livro

Dia Europeu do Professor de Educação Física

A Escola Afonso de Paiva respondeu de forma positiva ao desafio lançado pela Associação de Profissionais de Educação Física de Castelo Branco, no âmbito das comemorações do Dia Europeu do Professor de Educação Física, e saiu à rua no dia 29 de setembro.

Logo pela manhã, o Monte do Índio ganhou vida com uma aula de basquetebol, em que os protagonistas foram os alunos de uma turma do 8.º ano de escolaridade e os professores Eduardo Matos e Pedro Coelho.

O Parque Urbano das Violetas foi o espaço escolhido para uma aula de atletismo, tendo os alunos do 5.º ano de escolaridade, sob orientação do professor Pedro Feliciano, contagiado o espaço com movimento e alegria, através da realização de uma corrida de estafetas.

Na Zona de Lazer de Castelo Branco, duas turmas do 8.º ano, acompanhadas pelo professor Rui Perquilhas, deslocaram-se ao local e colocaram em prática os conhecimentos de orientação, adquiridos nas aulas de Educação Física, na prova de orientação que a Associação de Profissionais de Educação Física promoveu.

Uma manhã bem passada e muito ativa.

-----

Mais fotografias em (publicação de 25/10/2017): Facebook Afonso de Paiva

Ação de sensibilização de ténis

No âmbito da estratégia de sensibilização para a prática de ténis, os professores responsáveis pelos grupos equipa de ténis do Desporto Escolar promoveram, em colaboração com a organização dos “Internacionais de Ténis de Castelo Branco”, uma ação destinada aos alunos do Agrupamento.

A sessão decorreu no dia 21 de setembro e contou com a participação de Martim Leote Prata e Diogo Marques, dois jovens e promissores jogadores de ténis que pertencem à seleção nacional da modalidade e que se encontravam a participar no torneio internacional.

Para além de terem assistido à disputa de pontos entre os dois jogadores, os alunos tiveram a oportunidade de jogar com os eles e de receber uma bola de ténis assinada pelos mesmos.

Foi um final de manhã animado e uma boa iniciativa para promover o grupo equipa e a modalidade.

-----

Mais fotografias em (publicação de 24/10/2017): Facebook Afonso de Paiva

Dados adicionais