Sebastião Peixoto é um conhecido ilustrador bracarense. Estudou Pintura na Faculdade de Belas Artes do Porto e divide o seu tempo entre publicações em revistas, trabalho e projetos pessoais e visitas a escolas. É também colaborador em diversas publicações nacionais, sempre ‘abrindo portas’ ao seu próprio mundo mágico. A sua ilustração do rato Mickey tornou-se famosa. Colabora ainda com várias editoras na ilustração de livros infantis e manuais escolares. É autor dos blogues Brufen 600 e Ritalina – espaço dedicado à ilustração infantil.

E hoje, dia 8 de abril, por volta das 10.30h, no âmbito da 4.ª edição do Fronteira - Festival Literário de Castelo Branco, recebemos este autor no Agrupamento Afonso de Paiva e cerca de 100 alunos de 2.º ciclo vão poder partilhar uma sessão com o autor num ambiente descontraído e informal, de partilha do seu trabalho e das suas experiências, sob o tema «Vemos, ouvimos e lemos — as mil e uma maneiras de cruzar a fronteira das histórias».

 

Temos vários livros ilustrados pelo Sebastião Peixoto que podes ler e ver na nossa biblioteca. Vai até lá!

 

A professora bibliotecária, Carla Nunes

Caracterizada por uma construção repleta de humor, esta peça de teatro, onde se busca um príncipe para casar com uma princesa, apresenta-nos dois grupos distintos de personagens: os “pobres” e os “ricos”, que representam a linha temática orientadora deste texto dramático. “O Príncipe Nabo”, da escritora Ilse Losa, é uma obra de autoaprendizagem e foi de uma forma contagiante e animada que cerca de centena e meia de alunos das turmas do 5.º ano e aproximadamente 14 professores do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva assistiram, no passado dia 23 de outubro, à peça de teatro "O Príncipe Nabo", apresentada pelas Produções Teatrais AtrapalhArte, numa iniciativa da Biblioteca Escolar Afonso de Paiva em colaboração com o grupo de Professores de Português do 2.º ciclo, numa parceria com a Biblioteca Municipal de Castelo Branco.

Os nomes dos pretendentes da Princesa Beatriz e as sucessivas atribulações de pedido e de recusa da sua mão ou, ainda, a presença do Marechal da Corte, assim como os diferentes momentos musicais, fortaleceram o nível do espetáculo, havendo igualmente momentos de muito entusiasmo e grande humor que esta representação gerou nas interações entre o público e os 4 atores da companhia. A diversão foi generalizada e a motivação para a leitura e exploração desta obra proposta nas metas curriculares de português foi certamente conseguida.

 

A professora bibliotecária, Carla Nunes


O Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva e a Equipa Local de Intervenção Precoce (SNIPI) vão organizar, no próximo dia 23 de novembro, entre as 09:30 e as 12:30 horas, no auditório da escola-sede, uma ação de sensibilização intitulada "Intervenção Precoce dos 0 aos 6 anos".

No dia 23 de novembro, a Equipa Local de Intervenção Precoce de Castelo Branco, Idanha-a-Nova e Vila Velha de Rodão, conjuntamente com o Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva, organizou uma ação de sensibilização subordinada ao tema “A Intervenção Precoce dos 0 aos 6 anos”, tendo sido abordada a importância da Intervenção Precoce na Infância, assim como o seu enquadramento legislativo.

A atividade decorreu no auditório do referido Agrupamento e suscitou uma grande adesão, contando com a presença dos elementos das equipas de Intervenção Precoce (IP) do distrito de Castelo Branco, diretores de agrupamentos de escolas, coordenadores de departamentos de Educação Especial, educadoras de infância, professores de Educação Especial, representantes da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ), médicos, enfermeiros, técnicos de serviço social e famílias, envolvendo um total de cerca de 100 pessoas.

Folheto informativo

No passado dia 4 de maio, realizou-se, na escola-sede do AE Afonso de Paiva, uma ação de sensibilização sobre o tema “Da linguagem oral à escrita”, organizada pela Associação de Pais e Encarregados de Educação e orientada pela Terapeuta da Fala, Liliana Lucas, e a estagiária de Terapia da Fala, Inês Martins – ambas a exercer funções no AE Afonso de Paiva.

Nesta ação dirigida a todos os Pais e Encarregados de Educação, pretendeu-se esclarecer quais as etapas cruciais para o desenvolvimento da linguagem, os sinais de alerta e as possíveis repercussões ao nível da aprendizagem formal da leitura e da escrita. Os presentes puderam ainda colocar as suas dúvidas específicas em relação aos seus educandos, tendo sido apontadas estratégias de intervenção que podem ser trabalhadas em casa e, quando necessário, foram igualmente dadas orientações para uma avaliação técnica que será concretizada pela Terapeuta da Fala Liliana Lucas, nas escolas do Agrupamento.

Para mais informações, consulte o folheto entregue durante a ação e disponibilizado nesta página (ver acima).

-----

Mais informações em (publicação de 15/05/2016): https://www.facebook.com/afonsodepaiva/

Dados adicionais